Dê Play


Bem Vindos!

Welcome!

Cervejaria Guilda

Baixe nosso App !



METAL HISTORY: POLLY - NIRVANA

News3

O Nirvana pode ser considerada uma das principais bandas do movimento Grunge, que junto de Pearl Jam e Alice In Chains, inaugurou uma das vertentes do Heavy Metal mais rejeitadas do cenário. E o Nirvana também sempre foi conhecido por não se importar com esse tipo de preconceito e seguir fazendo músicas e letras da forma que lhe convém, tanto que diversas músicas da banda são pesadas e tocam em assuntos bem polêmicos como: sequestro, abuso de menor, tortura e estupro, mesmo com um som inofensivo, suas letras eram absurdas.

 

Em Nevermind, o maior sucesso comercial da banda, não poderia deixar de ter uma música polêmica, a “inofensiva” “Polly”.

 

A música é baseado em um caso real de uma jovem de 14 anos da cidade Tacoma, Washington (EUA) em 1987. Após um show de Punk Rock terminar, a garota aceitou carona de Gerald Arthur Friend, e dentro do carro já iniciaram os abusos, quando o homem a ameaçou com uma faca e a sequestrou. Gerald levou a vítima para sua casa, e lá a estuprou e torturou repetidamente com um chicote, um maçarico, cera quente e uma gilete, enquanto ela estava amarrada a uma roldana suspensa no teto da casa móvel.

 

A vítima sem nome conseguiu escapar pulando do caminhão em um posto de gasolina. Gerald foi reconhecido e preso logo no dia seguinte, quando foi parado devido a uma infração no trânsito.

 

A música direta e sem firulas, descreve precisamente a intensidades dos crimes hediondos praticados por Gerald sobre, na música chamada de “Polly”, a garota. A letra já inicia com o criminoso oferecendo um biscoito, pois a garota estava sendo alimentada igual a o pássaro e tratada como um animal, e logo é mencionado a posição do criminoso, que está encima da menina, já que estava utilizando um maçarico para tortura-la:

 

Polly wants a cracker (Polly quer um biscoito)

I think I should get off her first (Acho que devo sair de cima dela primeiro)

I think she wants some water (Acho que ela quer um pouco de água)

To put out the blow torch (Para apagar o maçarico)


A letra demonstra a mente doentia por trás de Gerald, quando repetidamente o criminoso alimenta a garota com sementes, e faz alusões de a menina estar pressa como uma garota, “cortando-lhe suas asas”, e indicando as diversas formas de tortura, como cortes por gilete e enforcamento, e ainda informa a vítima “quer ajuda?, me satisfaça).

 

It isnt me, have a seed (Não sou eu, coma uma semente)

Let me clip your dirty wings (Deixa-me cortar suas asas sujas)

Let me take a ride, cut yourself (Deixe-me dar uma volta, se corte)

Want some help, please myself (Quer ajuda, me satisfaça)

I ve got some rope, you have been told (Eu tenho um pouco de corda, eu te avisei)

I promise you, I have been true (Eu juro que eu tenho sido verdadeiro)

Let me take a ride, cut yourself (Deixe-me dar uma volta, se corte)

Want some help, please myself (Quer ajuda, me satisfaça)

 

Logo a letra retorna a fantasia do criminoso, demonstrando que Gerald tratava a vítima como animal, oferecendo comida, e após sugere uma doentia perseguição “pra variar”, já que a vítima incessantemente pedir para soltá-la

 

Polly wants a cracker (Polly quer um biscoito)

Maybe she would like some food (Talvez ela gostaria de um pouco de comida)

She asks me to untie her (Ela pediu para que eu a soltasse)

A chase would be nice for a few (Uma perseguição seria legal pra variar)

 

A letra retorna a refrão, no qual novamente informa o tratamento que criminoso utilizava com sua vítima.

 

It isnt me, have a seed (Não sou eu, coma uma semente)

Let me clip your dirty wings (Deixa-me cortar suas asas sujas)

Let me take a ride, cut yourself (Deixe-me dar uma volta, se corte)

Want some help, please myself (Quer ajuda, me satisfaça)

I ve got some rope, you have been told (Eu tenho um pouco de corda, eu te avisei)

I promise you, I have been true (Eu juro que eu tenho sido verdadeiro)

Let me take a ride, cut yourself (Deixe-me dar uma volta, se corte)

Want some help, please myself (Quer ajuda, me satisfaça)

Polly said (Polly disse)

 

O pré-refrão final monstra que está com as costas doloridas, isso porque, uma de suas torturas foi suspender a vítima por cordas, o final da letra demonstra o modo como a vítima se livrou do abusador, disse a ele que estava entediado e pediu para dar uma volta de carro, e quando avistou um posto de gasolina com pessoas, se jogou para se livrar do monstruoso criminoso.

 

Polly says her back hurts (Polly diz que suas costas doem)

And she s just as bored as me (E que ela está tão entediada quanto eu)

She caught me off my guard (Ela me pegou desprevenido)

Amazes me the will of instinct (Me surpreende a força do instinto)

 

Finaliza-se a canção com o refrão da letra.

 

It isnt me, have a seed (Não sou eu, coma uma semente)

Let me clip your dirty wings (Deixa-me cortar suas asas sujas)

Let me take a ride, cut yourself (Deixe-me dar uma volta, se corte)

Want some help, please myself (Quer ajuda, me satisfaça)

Ive got some rope, you have been told (Eu tenho um pouco de corda, eu te avisei)

I promise you, I have been true (Eu juro que eu tenho sido verdadeiro)

Let me take a ride, cut yourself (Deixe-me dar uma volta, se corte)

Want some help, please myself (Quer ajuda, me satisfaça)

 

O torturador já tinha esse modus operandi a muito tempo, anos antes, em 1960, ele havia sequestrado, espancado e estuprado uma outra garota, de 12 anos, crimes pelos quais ele havia sido condenado a 75 anos anteriormente, mas foi libertado em liberdade condicional após cumprir 20 anos desta sentença. Por fim, após retornar ao sistema carcerário, Gerald foi condenado a duas penas consecutivas de 75 anos de prisão.

A música ganhou notoriedade pela explosão comercial do álbum “Nevermind”, álbum de maior sucesso comercial da banda, e demonstra a crueldade de determinados humanos, que utilizam de métodos tortuosos para obter satisfação.




Conteúdo Exclusivo e Original da Metal Nation ( @metalnationbr )

Deixe seu comentário