Dê Play




Resenha: Rakshak - Bloodywood

News3

A Índia não feita só danças bonitinhas e bem ensaiadas, e muito menos só de Bollywood, onde sai os grandes filmes e novelas indianas, mas é feita do mais puro heavy metal.

 

Bloodywood é uma exemplo que bandas de metal podem surgir em diversos lugares do mundo e com propostas bem sólidas de música, trazendo para nós uma junção do New Metal com os instrumentos tipicamente nacionais, o que o Sepultura foi pioneiro em fazer.

 

A banda de Nova Delhi surgiu na internet com a gravação do cover de “Heavy” do Linkin Park e depois viralizou com seu som autoral, o qual mostrava a sua capacidade. Se por acaso, você viu no Facebook um vídeo de indianos dançando com roupas típicas do país ao som de um metal pesado e voz grave e rasgado, parabéns, você já conheceu Bloodywood:



 

 

O mais novo álbum , que também é o seu primeiro disco de originais, “Rakshak”, tem intensa influência do Nu-Metal e New Metal que surgiu dos anos 1990, como Korn, Deftones e Slipknot, mas também apresenta um som único e autoral com introduz elementos nacionais, como os instrumentos tipicamente indianos, com é nítida que vem da influência do Sepultura no álbum “Roots”, que introduziu elementos brasileiros no típico Death Metal dos álbuns anteriores.

 

A fórmula do BLOODYWOOD é brutalmente pesada e, graças à infinita engenhosidade da banda, incansavelmente divertida. O álbum inicia com a música "Gaddaar"  que em cinco minutos de riffs estridentes de metal, percussão esotérica e refrões berrados, soa animado. Em "Aaj" há diversos ritmos e batidas, além das flautas em espiral fornecendo uma névoa de misticismo e pequenas influências pop. Outro interessantíssimo som é de "BSDK.exe" onde a banda mistura um som sombrio do death metal com batidas de trap e batidas brutais de deathcore, e enquanto "Dana Dan" viaja entre o rap-rock old school.

 

Também não se pode esquecer de "Machi Bhasad" e "Endurant" que juntam todos os seus componentes: Rap, New Metal, Death Metal, Folk Metal e Pop. O álbum encerra com "Chakh Lee"  que demonstra a abordagem alegremente e diversificada do metal moderno.



Nota 9.5/10 (Por Fabricio Cunha - @fabriciodacf_ )

 

 

INTEGRANTES:

Karan Katiyar – Guitarras e Flauta

Jayant Bhadula – Vocais “Clean” e Gutural/Rasgado

Raoul Kerr – Vocais no Rap

Sarthak Pahwa – Dhol (tambor tipicamente indiano)

Roshan Roy – Baixo

Vishesh Singh – Bateria

 

Tracklist de "Rakshak" (Gênero – New Metal/Folk Metal):

 

"Gaddaar"

"Aaj"

"Zanjeero Se"

"Machi Bhasad"

"Dana Dan"

"Jee Veerey"

"Endurant"

"BSDK.exe"

"Yaad"

"Chakh Le"

Deixe seu comentário